7 Benefícios da abóbora para a saúde

A abóbora, ou jerimum, é um legume rico em carotenóides, pigmentos com propriedades fotoprotetoras que protegem a pele contra os raios ultravioleta do sol, ajudando a prevenir o surgimento do câncer de pele.

Por ter ótimas quantidades de carotenóides luteína e zeaxantina, a abóbora também protege os olhos contra os raios UV emitidos pelo sol e contra a luz azul emitida por computadores e telefones celulares, prevenindo a formação de cataratas.

A abóbora varia de tamanho e formato, e os principais tipos são a moranga, a japonesa, a cabotiá e a pescoço, que podem ser usadas com ou sem casca, em preparações como sopas, doces e purês. Além disso, as sementes da abóbora também podem ser consumidas como snack, ou na forma de farinha, em bolos, pães e biscoitos, por exemplo.

Os principais benefícios do consumo da abóbora para a saúde são:

1. Manter a saúde dos olhos

A abóbora é rica em luteína e zeaxantina, carotenóides com alto poder antioxidante que protegem o organismo contra os danos causados pelos radicais livres, mantendo a saúde dos olhos e evitando o surgimento da catarata.

Além disso, os carotenóides presentes na abóbora também protegem os olhos contra os raios ultravioletas do sol e da luz azul emitida por computadores e telefones celular, evitando a degeneração macular,  uma doença relacionada com o envelhecimento que diminui a capacidade da visão. Conheça os sintomas da degeneração macular.

2. Ajudar na perda de peso

A abóbora tem ótimas quantidades de fibras que formam uma espécie de gel no estômago, aumentando o tempo de digestão de alimentos e diminuindo a fome, ajudando, assim, na perda de peso.

Além disso, a abóbora é um legume com poucas calorias e carboidratos, sendo uma opção interessante para se consumir em dietas de emagrecimento. Veja como usar os alimentos com poucos carboidratos para emagrecer.

3. Prevenir a diabetes

Por ter boas quantidades de fibras, a abóbora diminui a velocidade de absorção dos carboidratos dos alimentos, promovendo o equilíbrio dos níveis de glicose  no sangue, ajudando, assim, a prevenir a resistência à insulina e diabetes.

4. Fortalecer o sistema imunológico

A abóbora é rica em carotenóides, um composto com propriedades antioxidantes que fortalecem o sistema imunológico, ajudando a combater vírus, bactérias e fungos, e evitando, assim, o surgimento de gripes, alergias e resfriados, por exemplo. Conheça outros alimentos ricos em carotenóides.

5. Ajudar na prevenção do câncer

Por conter alto teor de compostos com propriedades antioxidantes, como betacaroteno e vitamina A, a abóbora ajuda a combater o excesso de radicais livres no organismo, ajudando na prevenção de alguns tipos de câncer, como de pulmão, pâncreas, mama e  próstata.

Além disso, os carotenóides presentes na abóbora também ajudam a proteger a pele contra os raios ultravioleta do sol, prevenindo o surgimento do câncer de pele.

6. Combater a prisão de ventre

A abóbora ajuda a combater a prisão de ventre, porque tem ótimas quantidades de fibras insolúveis, um tipo de fibra que aumenta o volume das fezes e estimula os movimentos naturais do intestino, facilitando a eliminação das fezes. Saiba como usar as fibras insolúveis para combater a prisão de ventre.

 7.  Prevenir a pressão alta

A abóbora contém potássio, um mineral que promove o relaxamento das artérias, facilitando a circulação do sangue e prevenindo, assim, a pressão alta.

Além disso, o potássio favorece a eliminação do excesso de sódio do organismo pela urina, ajudando a controlar a pressão arterial.

Tabela de informação nutricional

A tabela a seguir traz a informação nutricional de 100 g de abóbora cozida:

Componentes

100g de abóbora cozida

Energia

48 calorias

Proteínas

1,4 g

Gordura

0,7 g

Carboidratos

10,8 g

Fibras

2,5 g

Vitamina C

4,7 mg

Potássio

199 mg

Cálcio

8 mg

Vitamina A

288 mcg

Betacarotenos

2100 mcg

Alfacarotenos

2710 mcg

Para se obter todos os benefícios da abóbora, é recomendado manter uma alimentação saudável e equilibrada e praticar atividades físicas regularmente.

Como usar

Apesar de não existir uma quantidade específica indicada para o consumo de abóbora, a recomendação da ingestão de vegetais por dia é entre 2 a 3 porções, o que corresponde entre 160g a 240 g por dia.

A abóbora pode ser consumida com ou sem casca, podendo ser usada em receitas como saladas, purês, bolos, doces, sopas tortas e biscoitos.

Além disso, as sementes da abóbora também podem ser usadas para incrementar saladas, ou como snacks, e como farinhas, podendo ser adicionadas em preparações como bolos, pães e biscoitos. Veja como usar as sementes de abóbora.

Receitas saudáveis com abóbora

Algumas receitas saborosas e saudáveis com abóbora são purê de abóbora e o doce de abóbora.

1. Purê de abóbora

Ingredientes:

  • 500 g de abóbora moranga;
  • 6 colheres de sopa de leite desnatado;
  • 1/2 colher de sopa de azeite;
  • ½ cebola picada;
  • Sal, noz moscada e pimenta do reino ao gosto. 

Modo de preparo:

Lavar bem e cortar a abóbora em cubos. Em uma panela com água, cozinhar a abóbora. Transferir a abóbora para uma tigela, aguardar amornar e amassar com um garfo. Adicionar à tigela o leite desnatado e o sal, noz moscada e pimenta e misturar bem com uma colher e reservar.

Levar uma panela ao fogo juntamente com a cebola picada e o azeite, refogando por 2 minutos. Adicionar a mistura com a abóbora, mexer bem e servir em seguida.

2. Doce de abóbora

Ingredientes:

  • 500g de abóbora;
  • 8 colheres de sopa de adoçante em pó para cozinhar;
  • 3 cravos da índia;
  • ½ xícara de chá de água;
  • 1 pau de canela.

Modo de preparo:

Lavar bem, descascar e cortar a abóbora em cubos. Em uma panela, colocar a água, o cravo e a abóbora. Levar ao fogo médio e cozinhar por 12 minutos ou até a abóbora ficar bem macia. Apagar o fogo e amassar a abóbora ainda na panela.

Adicionar o adoçante e misturar bem. Levar ao fogo novamente, mexendo sempre e deixando cozinhar até secar toda a água. Esperar amornar, colocar em taças individuais, ou recipiente grande, e levar à geladeira por algumas horas. Servir gelado.

Conteúdo original publicado por Tua Saúde