Campimetria: o que é, quando é indicada e como é feita

A campimetria é um exame oftalmológico feito pelo oftalmologista para avaliar a capacidade de perceber o campo visual central e periférico, sendo indicado principalmente para diagnóstico e acompanhamento do tratamento do glaucoma.

A campimetria, que também é conhecida como exame do campo visual, também pode ser feita para identificar alterações no campo visual e doenças da retina, como retinopatia diabética, degeneração ou edema macular, retinite pigmentar, tumores ou retinose, por exemplo.

O exame de campimetria pode ser realizado gratuitamente pelo SUS, desde que tenha indicação médica, mas também é realizado em clínicas de exames particulares, e os resultados devem ser analisados pelo oftalmologista, que pode também indicar a realização de outros exames complementares para avaliar as estruturas dos olhos, como o teste OTC ou topografia da córnea, por exemplo. Veja outros exames de vista que podem ser feitos pelo oftalmologista

Quando é indicada

A campimetria é indicada principalmente para diagnosticar e acompanhar a evolução e resposta ao tratamento do glaucoma, mas também pode ser feita para diagnosticar e acompanhar outras situações como:  

  • Degeneração macular;
  • Edema macular;
  • Retinite pigmentar; 
  • Retinose;
  • Alterações no nervo óptico, como papiledema e papilite;
  • Problemas neurológicos, como AVC ou tumores cerebrais;
  • Dor nos olhos;
  • Intoxicação por medicamentos;
  • Alterações no campo de visão.

Além disso, a campimetria deve ser feita quando existe diagnóstico de hipertireoidismo, esclerose múltipla, diabetes, pressão alta, ou doenças da hipófise, pois permite verificar se existem alterações do campo visual.

Tipos de campimetria

De acordo com a forma como o exame é realizado, a campimetria pode ser classificada em três tipos principais:

1. Campimetria computadorizada 

A campimetria computadorizada, também chamada de perimetria computadorizada, é feita utilizando um aparelho eletrônico, não havendo interferência do operador, e geralmente fornece um diagnóstico mais preciso, e pode ser feita em um ou nos dois olhos.

2. Campimetria cinética

A campimetria cinética que utiliza um equipamento com uma fonte luminosa que fica em movimento, sendo deslocado em diferentes ângulos, o que é percebido pela pessoa.

3. Campimetria estática

Na campimetria estática, o equipamento com a fonte luminosa fica parado, sem movimentar, emitindo diferentes estímulos luminosos, sendo que a pessoa deve clicar em um botão do aparelho, cada vez que identifica a luminosidade.

4. Campimetria manual

A campimetria manual, engloba a campimetria cinética e a campimetria estática, pois é realizada a partir dos comandos de um profissional treinado.

De forma geral, a campimetria manual é indicada para identificar problemas na visão mais periférica e para avaliar pessoas com grande perda da acuidade visual, idosos, crianças ou pessoas debilitadas, que têm dificuldade para seguir os comandos do aparelho.

Como é feita a campimetria

A campimetria visual é feita com a pessoa sentada e com o rosto colado ao aparelho medidor, chamado campímetro, que emite pontos de luz em diferentes lugares e com diferentes intensidades no campo de visão do paciente.

Durante o teste, uma luz no fundo do aparelho é emitida para que a pessoa mantenha a visão focada nela. Assim, ele terá que acionar uma campainha à medida que conseguir identificar os novos pontos de luz que surgem, mas sem movimentar os olhos para os lados, encontrando as luzes apenas com a visão periférica.

O exame de campimetria é simples e não causa dor, durando cerca de 10 a 20 minutos, dependendo da colaboração da pessoa. Não é necessário preparo para realizar esse exame, sendo apenas indicado que as pessoas que estejam em tratamento para glaucoma façam a suspensão do medicamento pilocarpina cerca de 3 dias antes do exame, de acordo com a orientação do médico.

Além disso, pessoas que usam lentes de contato não precisam retirá-las para fazer o exame, mas devem sempre lembrar de levar a última receita médica da prescrição dos óculos. 

Conteúdo original publicado por Tua Saúde