Cloridrato de hidroxizina: para que serve e como tomar

O cloridrato de hidroxizina é um antialérgico indicado para o tratamento de alergias na pele, como urticária, dermatite atópica ou prurido, pois age impedindo a ação da histamina, uma substância envolvida na resposta alérgica do corpo, o que ajuda a aliviar os sintomas como coceira, formação de bolhas ou vermelhidão na pele.

Esse remédio pode ser encontrado em farmácias ou drogarias com os nomes comerciais Hixizine, Pruri-gram ou Pergo, ou como genérico sob a designação “cloridrato de hidroxizina” ou “dicloridrato de hidroxizina”.

A hidroxizina pode ser comprada sob a forma de comprimidos de 25 mg ou xarope de 2 mg/mL ou 10 mg/5mL, indicada para adultos ou crianças, e só deve ser usada com indicação e prescrição médica.

O cloridrato de hidroxizina é indicado para o tratamento de alergias na pele como:

  • Dermatite atópica;
  • Dermatite de contato;
  • Urticária;
  • Prurido.

A hidroxizina ajuda a aliviar os sintomas de alergias como coceira, irritação, formação de bolhas ou vermelhidão na pele. Veja como identificar a alergia na pele e outras formas de a tratar

Este medicamento começa a fazer efeito após cerca de 20 a 30 minutos e dura até 4 a 6 horas.

O cloridrato de hidroxizina deve ser tomado por via oral, antes ou após uma refeição, e nos horários estabelecidos pelo médico.

A posologia do cloridrato de hidroxizina depende da forma farmacêutica, da idade e da condição a ser tratada, que inclui:

1. Hidroxizina xarope 2mg/mL 

O xarope de hidroxizina, também chamado de solução oral, é encontrado em frascos de 120 mL, contendo 2 mg/mL ou 10 mg/5mL de cloridrato de hidroxizina ou dicloridrato de hidroxizina.

As doses normalmente recomendadas do xarope de hidroxizina variam de acordo com a idade, e inclui:

  • Adultos: a dose normalmente recomendada para adultos é de 12,5 mL da solução oral de hidroxizina, de 3 a 4 vezes por dia, ou seja, de 8 em 8 horas ou de 6 em 6 horas, respectivamente, conforme orientado médica;
  • Crianças com mais de 6 meses: a dose recomendada em crianças é de 0,7 mg por cada kg de peso corporal, o que equivale a 0,35 mL por cada Kg de peso corporal, 3 vezes ao dia, ou seja, de 8 em 8 horas, conforme indicação do pediatra.

O uso da hidroxizina por adultos ou crianças com mais de 6 anos, deve ser feito por no máximo 10 dias de tratamento. 

A solução oral de hidroxizina deve ser medida com a seringa dosadora de 5 mL, fornecida na embalagem. Se o volume da dose for maior que 5 mL, deve-se encher a seringa novamente. 

2. Hidroxizina 25 mg comprimidos

A dose recomendada de hidroxizina comprimidos para adultos ou crianças maiores de 12 anos é de 1 comprimido por dia, até um máximo de 10 dias de tratamento.

Em alguns casos, o médico pode recomendar uma posologia diferente da indicada na bula.

Os efeitos colaterais mais comuns que podem surgir durante o tratamento com a hidroxizina são sonolência ou boca seca. Por isso, é recomendado não consumir bebidas alcoólicas, ou tomar outros remédios que deprimem o sistema nervoso central como analgésicos, opióides e barbitúricos, enquanto se utilizar este medicamento porque isso tende a aumentar os efeitos de sonolência.

Além disso, embora seja mais raro, a hidroxizina pode causar efeitos colaterais que necessitam de atendimento médico imediato, como batimentos cardíacos rápidos ou acelerados, dor de cabeça com dor no peito, tremor, agitação, tonturas, desmaios ou convulsões. Nesses casos, deve-se interromper o tratamento e procurar o pronto-socorro mais próximo.

O cloridrato de hidroxizina dá sono?

Um dos efeitos colaterais mais comuns deste remédio é a sonolência, por isso, é muito provável que as pessoas que fazem o tratamento com cloridrato de hidroxizina sintam sono.

A hidroxizina não deve ser usada por mulheres grávidas, lactantes, ou por pessoas que tenham alergia a qualquer um dos componentes do comprimido ou xarope..

Além disso, a hidroxizina só deve ser utilizada com indicação médica em caso de pacientes com insuficiência renal, epilepsia, glaucoma, asma, enfizema, úlcera no estômago ou intestino, hipertireoidismo, próstata aumentada, insuficiência hepática ou doença de Parkinson.

A hidroxizina não deve ser usada por bebês com menos de 6 meses, e o uso por crianças só deve ser feito se tiver indicação do pediatra.

Conteúdo original publicado por Tua Saúde