Frontoplastia: o que é, como é feita, recuperação e complicações

A frontoplastia é uma cirurgia plástica que tem como objetivo promover a redução da testa, de forma a tornar o rosto mais simétrico, ou elevar as sobrancelhas, diminuindo rugas e linhas de expressão, podendo ser associada a outros procedimentos estéticos, como a blefaroplastia, por exemplo.

A frontoplastia é um procedimento simples que pode ser realizado sob anestesia local ou geral, dependendo do objetivo da cirurgia, e deve ser feito por um cirurgião plástico especializado.

A recuperação dessa cirurgia é simples, sendo apenas indicado que a pessoa fique em repouso e cuide da cicatriz de acordo com a orientação médica, o que normalmente envolve a higienização do local e aplicação de pomada cicatrizante.

Quando é indicada

A frontoplastia é normalmente indicada quando a pessoa deseja diminuir o tamanho da testa, de forma a tornar o rosto mais proporcional e simétrico. Além disso, pode ser indicada para combater os sinais de envelhecimento, como rugas e linhas de expressão, o que é feito elevando as sobrancelhas.

É importante que seja feita uma avaliação com o cirurgião plástico para saber qual o melhor procedimento e técnica a ser utilizada, já que pode variar de acordo com o objetivo do tratamento, características da pele e estrutura do rosto, além de poder ser avaliada a possibilidade e necessidade de complementar a frontoplastia com outros procedimento cirúrgico, como a blefaroplastia, por exemplo, que é feita para retirar o excesso de gordura das pálpebras e levantar o olha. Saiba mais sobre a blefaroplastia.

Como é feita a frontoplastia

A frontoplastia pode ser feita sob anestesia local ou geral, dependendo do tipo de frontoplastia. De forma geral, a frontoplastia pode ser realizada através de duas técnicas:

  • Frontoplastia com incisão coronal, que é o tipo mais comum de frontoplastia, realizada sob anestesia geral, e consiste na realização de um corte no couro cabeludo, atrás da linha de implantação do cabelo, o que pode deixar uma cicatriz;
  • Frontoplastia endoscópica, em que são realizados pequenas incisões no couro cabeludo, atrás da linha de implantação dos fios. Esse tipo de procedimento está relacionado com menor tempo de recuperação e de inchaço pós-operatório, assim como diminuição da chance de perda temporária da sensibilidade local, no entanto corresponde a um procedimento mais caro e mais demorado.

Após a realização do corte, o médico realiza o descolamento do couro cabeludo, preservando nervos e vasos locais, e, em seguida, realiza a remoção de uma faixa do couro cabeludo, no caso de diminuição da testa, e reposicionamento da pele no local correto

O tempo da cirurgia pode variar de acordo com a complexidade do procedimento cirúrgico, podendo durar entre 30 minutos a 3 horas.

Como é a recuperação

Após a cirurgia, é indicado que a pessoa permaneça no hospital até que o efeito da anestesia passe, podendo receber alta no mesmo dia. É indicado que a pessoa permaneça em repouso por cerca de 48 horas e evite baixar a cabeça, podendo ser também indicado que a pessoa evite a prática de atividade física por até 30 dias.

Em alguns casos, pode ser indicado o uso de uma faixa para evitar a exposição da cicatriz e para garantir o resultado do procedimento, sendo também recomendada fazer uma higiene diária do couro cabeludo e da cicatriz, e a aplicação de uma pomada anti-inflamatória e cicatrizante, em algumas situações.

Possíveis complicações

O inchaço no rosto é uma possível complicação que pode surgir após a cirurgia e que pode durar até 10 dias, melhorando à medida que acontece a cicatrização. Além disso, também podem surgir hematomas e infecção nos pontos da cirurgia, o que pode atingir os nervos da região facial e diminuir a sensibilidade no local da cicatriz, podendo durar até 3 meses ou ser permanente.

Já a cicatriz no couro cabeludo pode provocar a perda de cabelos no local, podendo ser tratada com implante capilar, um procedimento estético onde são colocados fios artificiais no local onde houve a perda de cabelo. No entanto, a maior parte das complicações após a cirurgia se revertem sem problema.

Outro procedimento estético que também pode usado para elevar as sobrancelhas, diminuindo o tamanho da testa e promovendo resultados semelhantes à frontoplastia, é o botox, sendo considerada uma opção mais segura e com menos complicações.

Conteúdo original publicado por Tua Saúde