Furúnculo: sintomas e como tratar

O furúnculo é a infecção na raiz do pelo, causada pela bactéria Staphylococcus aureus, que pode ser encontrada naturalmente nas mucosas e na pele, resultando em sintomas como formação de um caroço com pus que pode aumentar ao longo do tempo, vermelhidão, aumento da temperatura local ou dor.

O furúnculo pode surgir em qualquer região do corpo, no entanto, é mais comum em regiões que suam muito e sofrem maior fricção, como virilha, axila, nádegas, rosto, couro cabeludo, peito, pescoço, ombros ou parte interna das coxas, por exemplo, podendo afetar qualquer pessoa em qualquer idade, no entanto é mais comum em adolescentes e adultos jovens.

Geralmente, o furúnculo desaparece ao fim de alguns dias apenas com a aplicação de compressas de água morna na região para ajudar a retirar o pus. No entanto, se o furúnculo não curar em duas semanas, ou surgir febre, é recomendado consultar o clínico geral ou o dermatologista que pode indicar o uso de pomadas ou até remoção cirúrgica do pus, se necessário.

Sintomas de furúnculo

Os principais sintomas de furúnculo são:

  • Caroço com pus que pode crescer ao longo do tempo;
  • Dor ou desconforto no caroço;
  • Aumento da temperatura local;
  • Vermelhidão na pele;
  • Inchaço na pele ao redor do caroço;
  • Sensibilidade ao toque;
  • Presença de um ponto amarelo-esbranquiçado no caroço.

Além disso, nos casos mais graves, em que o furúnculo é muito grande, piora rapidamente ou causa muita dor, pode surgir febre ou calafrios, além de vermelhidão na pele em volta do furúnculo ou até ínguas.

É importante consultar o clínico geral ou dermatologista sempre que surgirem sintomas de furúnculo para que seja diagnosticado e iniciado o tratamento mais adequado.

Teste de sintomas

Para saber se é realmente um furúnculo e, não apenas uma espinha, além do caroço amarelado com vermelhidão em volta, é importante perceber, se:

Como confirmar o diagnóstico

O diagnóstico do furúnculo é feito pelo clínico geral ou dermatologista através da avaliação dos sintomas, histórico de saúde e do exame físico da pele.

Além disso, para confirmar o tipo de bactéria presente no furúnculo, o médico pode coletar uma pequena amostra do pus contido no caroço, para ser analisado no laboratório, o que permite indicar o melhor tratamento. 

Possíveis causas

O furúnculo é causado por uma infecção e inflamação da raiz do pelo que é causada principalmente pela bactéria Staphylococcus aureus, que pode ser encontrada naturalmente em mucosas, principalmente no nariz ou da boca, além de também ser identificada na pele.

Alguns fatores podem aumentar o risco do desenvolvimento do furúnculo, como:

  • Pequenas feridas na pele;
  • Lesão na pele como cortes ou arranhões;
  • Picada de inseto;
  • Higienização inadequada da pele;
  • Contato pele com pele com uma pessoa infectada pela bactéria Staphylococcus aureus;
  • Diabetes;
  • Problemas de pele, como acne ou eczema;
  • Sistema imunológico enfraquecido.

Essas condições podem favorecer a entrada e o crescimento da bactéria na raiz do pelo, podendo resultar em inflamação e infecção, e aparecimento do furúnculo e de seus sintomas.

Furúnculo é contagioso?

Apesar da maioria dos casos de furúnculo serem devido a alterações relacionadas com a própria pessoa, a bactéria relacionada com o furúnculo pode ser transmitido de uma pessoa para outra através do contato com o pus. 

Assim, é importante que as pessoas que convivem com outra pessoa que possui o furúnculo tomem medidas que ajudem a evitar a infecção, como aplicação de um creme antibiótico que deve ser prescrito pelo dermatologista.

Além disso, a pessoa com furúnculo deve adotar alguns cuidados de higiene, como lavar as mãos depois de mexer no furúnculo ou não compartilhar lenços, lençóis, roupas ou toalhas, por exemplo.

No entanto, o furúnculo também pode aparecer sozinho, sem ser necessário estar em contato com alguém que tenha esse problema.

Como é feito o tratamento

Os principais tratamentos para o furúnculo incluem:

  • Aplicação de compressas mornas sobre o furúnculo, por cerca de 10 minutos a cada vez, o que ajuda a aliviar a dor e o desconforto, acelerar o rompimento espontâneo do caroço e a retirada do pus;
  • Limpeza da pele, com água morna e sabonete neutro ou antibacteriano, o que pode ser feito 2 a 3 vezes por dia;
  • Continuar a aplicação de compressas mornas e a limpeza da pele, até que a pele esteja completamente cicatrizada;
  • Uso de analgésicos, como paracetamol, para aliviar a dor e o desconforto;
  • Aplicação de pomadas de antibióticos, indicados pelo médico, como neomicina, bacitracina, mupirocina ou ácido fusídico. Veja as principais pomadas indicadas para furúnculo;  
  • Uso de antibióticos na forma de comprimidos, receitados pelo médico. Nos casos mais graves, o médico pode ainda recomendar a aplicação de antibióticos diretamente na veia, feita em hospitais:
  • Drenagem cirúrgica do pus, feita pelo médico no hospital.

É importante seguir as orientações médicas e não tentar espremer o furúnculo por conta própria, pois isso pode piorar a inflamação e a infecção, fazendo com que se espalhe para outros locais da pele, sendo mais difícil de tratar.

Além disso, existem alguns remédios caseiros que possuem propriedades antissépticas que podem ajudar a combater à infecção, e complementar o tratamento médico, como compressa de limão ou de óleo de melaleuca, por exemplo. Veja outros remédios caseiros para furúnculo e como preparar

Como evitar que o furúnculo volte a surgir

Algumas formas de evitar o surgimento de outro furúnculo são a adoção de cuidados de higiene, como:

  • Lavar as mãos antes e depois de mexer no furúnculo;
  • Não compartilhar roupa, lenços, lençóis ou toalhas;
  • Lavar com água fervente a roupa, toalhas, lençóis e todos os materiais que entrarem em contato com a região da pele com o furúnculo;
  • Lavar o furúnculo com água e sabão antibacteriano ou neutro, depois de estourar sozinho;
  • Trocar as compressas e colocá-las num lixo próprio.

Além disso, para prevenir o aparecimento de furúnculos, é importante sempre lavar e limpar cuidadosamente cortes, feridas ou arranhões na pele, além de manter uma alimentação saudável e praticar exercícios físicos regularmente, pois ajudam a aumentar o sistema imunológico e as defesas naturais do organismo. Veja outras formas de evitar o aparecimento do furúnculo

Conteúdo original publicado por Tua Saúde