Hepatomegalia: o que é, sintomas, causas e tratamento

A hepatomegalia é quando o fígado está aumentado em relação ao seu tamanho normal. Essa alteração normalmente é identificada durante a avaliação médica ou em exames de imagem, como a ultrassonografia do abdome.

Geralmente, a hepatomegalia não causa sintomas e pode apenas ser um sinal de gordura no fígado. No entanto, também pode estar relacionada a doenças graves, como hepatite, cirrose ou tumores, e ser acompanhada por sintomas como dor abdominal, fezes claras ou pele e olhos amarelados. Conheça mais sintomas que podem ocorrer em problemas no fígado.

Assim, em caso de hepatomegalia, principalmente se existirem outros sintomas, é importante consultar um clínico geral, gastroenterologista ou hepatologista para uma avaliação detalhada.

A hepatomegalia geralmente não causa sintomas, no entanto podem estar presentes: 

  • Dor abdominal;
  • Sensação de pressão ou peso abaixo das costelas no lado direito;
  • Desconforto na palpação do abdome;
  • Fezes claras;
  • Urina escura, parecida com café ou coca-cola;
  • Pele e olhos amarelados;
  • Mal-estar;
  • Náusea;
  • Vômitos;
  • Perda de peso;
  • Aumento do abdome.

Estes sintomas geralmente estão relacionados com a causa do aumento do fígado e mesmo que a hepatomegalia geralmente não cause sintomas, pode ser um sinal de doenças como a esteatose hepática e leucemia. Por isso, quando existe hepatomegalia, principalmente se houver outros sintomas, é importante consultar um clínico geral, gastroenterologista ou hepatologista para uma avaliação. 

Teste de online para problemas no fígado

Caso suspeite de algum problema no fígado, pode fazer nosso teste online assinalando os sintomas que apresenta para saber quais as suas chances:

As principais causas de hepatomegalia são:

  • Esteatose hepática;
  • Uso de medicamentos;
  • Consumo de bebidas alcoólicas;
  • Parasitoses;
  • Hepatites agudas;
  • Insuficiência cardíaca;
  • Leucemia;
  • Linfoma;
  • Tumores;
  • Cistos;
  • Abscessos;
  • Cirrose;
  • Doenças das vias biliares;
  • Doenças do metabolismo.

Assim, como a hepatomegalia pode ter causas graves, mesmo que não cause sintomas, é importante consultar um clínico geral, gastroenterologista ou hepatologista para uma avaliação.

Tipos de hepatomegalia

A hepatomegalia pode ser chamada de homogênea, quando causada por doenças que geram o aumento de todo o órgão, como no caso da esteatose hepática e doenças do metabolismo, ou irregular, quando o aumento ocorre apenas em partes do fígado. Neste caso, doenças como cistos, tumores e abscessos tendem a ser suspeitos.

Os exames de imagem como a ultrassonografia, tomografia computadorizada e ressonância magnética, podem ser necessários para o diagnóstico da hepatomegalia, uma vez que apenas o exame físico pode não ser suficiente para medir o fígado com precisão. 

A identificação da causa da hepatomegalia é um passo importante para que o tratamento apropriado possa ter início. Dessa forma, outros exames como a dosagem de enzimas hepáticas, fosfatase alcalina, bilirrubinas e testes no sangue para identificar vírus ou parasitas podem ser indicados ainda na avaliação inicial e variam conforme a suspeita. Conheça os principais exames para avaliar o fígado.

O tratamento da hepatomegalia depende da doença que está causando o aumento do fígado e pode envolver o uso de medicamentos como antiparasitários, antivirais, estatinas, antibióticos, quimioterapia, radioterapia e até mesmo cirurgia, no caso de tumores, por exemplo. Conheça os principais medicamentos utilizados no tratamento de doenças do fígado.

No entanto, independente da causa da hepatomegalia, mudanças de hábitos como evitar o consumo de bebidas alcoólicas, adoção de uma alimentação equilibrada e prática regular de atividade física também são importantes. Veja os alimentos que são bons para o fígado.

Conteúdo original publicado por Tua Saúde