Morre Vladimir Zelenko, médico americano que promoveu tratamento sem eficácia para Covid-19

O médico americano Vladimir Zelenko, que promoveu o “kit Covid” – tratamento sem eficácia para a Covid-19 – morreu nesta semana aos 48 anos, informaram veículos de imprensa internacionais.

Segundo o jornal “The New York Times”, o médico faleceu de um câncer de pulmão que tratava desde 2018. Zelenko já havia tido seu pulmão direito retirado pelos médicos, na tentativa de cura da doença.

Em 2021, em entrevista ao Fantástico(assista ao final desta reportagem), Zelenko afirmou que publicou na internet um vídeo dirigido ao então presidente americano Donald Trump sobre o tratamento. Logo depois, a Casa Branca mostrou interesse no protocolo.

Na época, Zelenko seguiu as pesquisas – hoje já desconsideradas pela ciência – do médico francês Didier Raoult, o primeiro a propor a hidroxicloroquina contra a Covid. No dia 3 de dezembro, Raoult tomou uma reprimenda da ordem médica da França.

Na mesma entrevista, Zelenko também afirmou que, depois que Trump assistiu ao vídeo que ele publicou, o presidente Jair Bolsonaro e um dos filhos dele, o deputado federal Eduardo Bolsonaro, passaram a “segui-lo em redes sociais”.

“Aí, a médica Nise Yamaguchi entrou em contato comigo, e acabei dando palestras para médicos brasileiros, inclusive do grupo Prevent Senior. E assim fiquei conhecido no Brasil”, contou.

Assista abaixo à entrevista com o médico:

“O Caso Prevent Senior” estreia no Globoplay com revelações sobre atuação da empresa

Conteúdo original publicado por g1.globo