Pólen: o que é, benefícios e como consumir

O pólen, conhecido também como pólen de abelha, é um grão produzido pelas flores e usado como alimento pelas abelhas, sendo rico em flavonoides e carotenoides, que são compostos com propriedades antioxidantes, ajudando a combater os radicais livres e prevenir o surgimento de câncer e envelhecimento precoce.

Sendo considerado um suplemento funcional, o pólen possui propriedades imunomoduladoras, que fortalecem o sistema imunológico e ajudam, assim, a evitar gripes, resfriados e alergias. Conheça outros alimentos imunomoduladores.

O pólen é comercializado na forma desidratada em lojas de produtos naturais e farmácias, possui um sabor ácido e levemente adocicado, e pode ser consumido como acompanhamento em iogurtes, salada de frutas, sopas, saladas, smoothies e sucos.

Por possuir propriedades antioxidantes, anti-inflamatórias e imunomoduladoras, os possíveis benefícios do consumo do pólen para a saúde são:

1. Ajudar a evitar o câncer

O pólen contém flavonoides e carotenóides, compostos com propriedades antioxidantes que ajudam a combater o excesso de radicais livres no organismo, ajudando a evitar o surgimento do câncer.

2. Prevenir gripes e resfriados

Por possuir propriedades imunomoduladoras, o pólen fortalece e protege as células do sistema imunológico, ajudando a prevenir gripes e resfriados.

3. Aumentar a energia e disposição

O pólen tem ótimas quantidades de calorias que aumentam a energia e a disposição física e mental, sendo uma opção interessante para pessoas com fraqueza ou que gastam muita energia ao longo do dia, como praticantes de atividades físicas e trabalhadores de construção civil, por exemplo.

4. Evitar o envelhecimento precoce

Por conter compostos antioxidantes, como flavonoides, catequinas, terpenos e betacarotenos, o pólen ajuda a proteger a pele contra os danos causados pelos radicais livres, evitando a flacidez e o envelhecimento precoce.

5. Diminuir colesterol e triglicerídeos

Por conter compostos com propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias,  o pólen mantém a saúde das artérias e evita a oxidação das células de gordura, diminuindo os níveis de colesterol e triglicerídeos no sangue e evitando o surgimento de aterosclerose, infarto e derrame.

Veja com a nutricionista Tatiana Zanin outras dicas para diminuir os triglicerídeos:

6. Regular o intestino

O pólen contém catequinas e flavonoides, compostos bioativos com ação prebiótica que fortalecem as bactérias benéficas no intestino, mantendo a saúde da flora intestinal e regulando o funcionamento do intestino. Saiba como usar os prebióticos para regular o intestino.

7. Prevenir a diabetes

Por possuir propriedades antioxidantes, o pólen protege as células do pâncreas responsáveis pela produção do hormônio insulina, prevenindo o surgimento da resistência à insulina e a diabetes.

Tabela de informação nutricional

A tabela a seguir contém a informação nutricional de 100g, o que equivale a aproximadamente 6 colheres de sopa, de pólen:

Componentes

Quantidade para cada 100g (6 colheres de sopa) de pólen

Energia

264,4 calorias

Proteína

19,5 g

Carboidratos

37,5 g

Gorduras

4 g

Fibras

5,5 g

Flavonoides

1,4 g

Betacaroteno

110 mcg

Para se obter os benefícios do pólen é fundamental também manter uma alimentação saudável e equilibrada, beber bastante água e praticar atividades físicas regularmente.

Como consumir o pólen

O pólen possui um sabor ácido e levemente adocicado, podendo ser consumido como acompanhamento de iogurtes, salada de frutas, sopas, saladas, granolas, smoothies e sucos.

A quantidade recomendada de pólen varia de acordo com os objetivos e o estado de saúde da pessoa, sendo geralmente recomendada a ingestão de 3 a 4 colheres de chá por dia para adultos, e de 1 a 2 colheres de chá para crianças, por um período de até 90 dias.

No entanto, por possuir efeitos colaterais e contra-indicações, é aconselhado tomar o pólen somente sob a orientação de um médico ou outro profissional de saúde especialista no uso de plantas.

Quem não pode usar

O pólen não deve ser usado por mulheres grávidas ou que estejam amamentando. Além disso, pessoas com alergia ao pólen e ao mel de abelha, devem evitar o pólen.

Pessoas que usam a varfarina devem conversar com um médico antes de usarem esse suplemento, porque o pólen pode potencializar os efeitos do remédio, aumentando o risco de sangramentos.

Conteúdo original publicado por Tua Saúde