Sal de Frutas Eno

O sal de fruta Eno é um medicamento em pó efervescente sem sabor ou com sabor a fruta, utilizado para aliviar a azia e a má digestão, porque contém como princípio ativo o bicarbonato de sódio, carbonato de sódio e ácido cítrico.

O sal de fruta Eno pode ser encontrado na forma de envelopes individuais ou frascos de pó que podem ser comprados em farmácias e alguns supermercados.

Esse remédio não deve ser usado por mais de 14 dias seguidos, pois pode causar complicações como a alcalose, que é uma condição que necessita atenção médica hospitalar. Assim, se os sintomas persistires, é recomendado consultar um médico que pode orientar o tratamento mais adequado.

O sal de fruta Eno é indicado para o tratamento de algumas condições como:

  • Acidez no estômago;
  • Queimação no estômago;
  • Má digestão;
  • Azia.

Esse medicamento quando diluído em água e em contato com os ácidos do estômago reagem entre si, produzindo um sal de efeito antiácido, capaz de reduzir a acidez do estômago de forma rápida.

O modo de uso do sal de frutas Eno consiste em dissolver 1 colher de chá de Eno ou 1 envelope, em 200 mL de água, esperar completar a efervescência e beber depois de estar completamente dissolvido, após uma refeição, e somente no caso de ter sintomas de queimação no estômago ou má digestão. 

Caso seja necessário, pode-se repetir a dose mais uma vez, pelo menos, 2 horas após a primeira ingestão. Não é recomendado tomar mais de 2 envelopes ou 2 colheres de chá de sal de frutas Eno por dia, nem por mais de 14 dias. Se os sintomas permanecerem é recomendada uma consulta com um gastroenterologista.

Os efeitos colaterais do sal de fruta Eno incluem gases intestinais, arrotos, distensão abdominal e irritação gastrointestinal leve.

O sal de fruta Eno não deve ser usado em pessoas com alergia a qualquer um dos componentes da fórmula, com pressão alta, que estejam numa dieta pobre em sódio, ou que tenham problemas nos rins, coração ou fígado.

Este medicamento reduz a acidez do estômago e pode interferir na absorção de outros medicamentos, que devem ser tomados em horário diferente. Além disso, grávidas ou mulheres que estejam amamentando, devem consultar o médico antes de usar este medicamento.

Conteúdo original publicado por Tua Saúde