Sapinho em bebê: o que é, sintomas, causas e tratamento

O sapinho é uma infecção na boca do bebê causada pelo fungo Candida albicans, podendo ocorrer em bebês com menos de 6 meses devido ao sistema imunológico ainda não totalmente amadurecido, mas também pode afetar bebês em qualquer idade, levando ao surgimento de sintomas como pequenos pontos brancos ou placas brancas na língua, que muitas vezes podem ser confundidas com restos de leite.

O recém-nascido pode contrair sapinho, que é cientificamente chamado de candidíase oral ou monilíase, logo no momento do parto, por contato com o canal vaginal da mãe ou por contato com objetos mal lavados como mamadeiras ou chupetas. Além disso, o uso de antibióticos pode ser outra causa do desenvolvimento da candidíase, já que pode alterar a microbiota da boca.

Sempre que existir suspeita de sapinho no bebê é importante consultar o pediatra para confirmar o diagnóstico e iniciar o tratamento, que normalmente é feito com o uso de um antifúngico líquido.

Sintomas de sapinho em bebê

Os principais sintomas de sapinho em bebê são:

  • Pontinhos ou placas brancas com aspecto de queijo coalhado, nos lábios, língua, céu da boca, gengivas, amígdalas ou parte interna das bochechas;
  • Pele rachada no canto da boca;
  • Vermelhidão na boca;
  • Sangramento do local afetado da boca, ao tentar limpar a mancha branca;
  • Choro constante;
  • Irritação ou agitação;
  • Febre acima dos 38ºC;
  • Dificuldade para engolir;
  • Diminuição do apetite.

Além disso, o bebê pode apresentar dificuldade para mamar ou recusar a amamentação, o que pode levar a desidratação, que pode ser percebida através de sintomas como diminuição da frequência urinária, pele, boca ou língua seca, afundamento da moleira, ou sonolência excessiva. Saiba identificar todos os sintomas de desidratação no bebê

Em alguns casos, o sapinho no bebê também pode provocar o aparecimento de pontinhos brancos nas unhas e nas dobras da pele, por exemplo.

Como confirmar o diagnóstico

O diagnóstico do sapinho em bebê é feito pelo pediatra através da avaliação da boca do bebê e, geralmente, não sendo necessários exames complementares.

Principais causas

O sapinho no bebê é causado pelo fungo Candida albicans que pode ser transmitido para o bebê no momento do parto, ao passar pelo canal vaginal. No entanto, a causa mais frequente do sapinho é o contato do bebê com o fungo que pode estar na mamadeira ou na chupeta.

Além disso, se o bebê estiver sendo amamentado no peito e a mulher tiver infecção pelo fungo no bico do seio, chamada candidíase mamária, também pode ocorrer a transmissão do fungo para o bebê, e causar o sapinho. Saiba identificar a candidíase mamária

No caso de tratamentos com antibióticos, pela mulher ou pelo bebê, também há um maior risco do fungo se desenvolver, e causar o sapinho no bebê.

Como é feito o tratamento

O tratamento do sapinho no bebê deve ser orientado pelo pediatra, mas geralmente é feito com a aplicação de um antifúngico em forma de liquido, creme ou gel na região infectada da boca. Veja como usar o antifúngico para tratar o sapinho no bebê

Além disso, no caso do sapinho ter surgido no bebê devido à candidíase mamária na mãe, a mulher também deve ser tratada ao mesmo tempo que o bebê, de forma a evitar sua reinfecção. Neste caso, o tratamento deve ser orientado pelo obstetra e geralmente é feito com o uso de antifúngicos na forma de pomadas ou comprimidos. 

Cuidados durante o tratamento

Durante o tratamento do sapinho em bebê, alguns cuidados são importantes para evitar a reinfecção com o fungo, como:

  • Lavar bem as mãos com sabonete neutro e secar com uma toalha limpa e seca, antes de mexer no bebê;
  • Evitar beijar o bebê;
  • Esterilizar chupetas, mamadeiras ou brinquedos que o bebê coloca na boca, fervendo em água por pelo menos 20 minutos, após cada uso;
  • Lavar paninhos de boca, roupas ou fraldas que tiveram contato com a boca do bebê, a uma temperatura de 60º graus, ou em água fervente; 
  • Ferver as peças do extrator de leite durante 20 minutos, após cada uso.

Além disso, é importante também manter a mama sempre seca e limpa, usando discos absorventes de amamentação, que devem ser descartados sempre que tiverem úmidos,  pois assim é possível evitar a proliferação do fungo. 

Remédio natural para sapinho

Durante o tratamento do sapinho, pode-se ainda usar um remédio natural para aliviar o desconforto do bebê, que consiste em aplicar uma gaze embebida em chá de romã, que possui propriedades anti-sépticas e que ajuda a desinfetar a boca do bebê. Saiba como preparar este e outros remédios caseiros para sapinho

É importante ressaltar que o chá de romã, assim como qualquer outro remédio caseiro, podem ser usados para complementar o tratamento indicado pelo pediatra, e nunca devem substituir o uso dos remédios.

Conteúdo original publicado por Tua Saúde